Artigo

Por que fazer terapia?

Por 14 de janeiro de 2020 abril 28th, 2020 Sem comentários

Entenda o que é a psicoterapia, que hoje pode ser realizada até mesmo online, e de que forma ela pode auxiliar a saúde mental do indivíduo.

Você se sente ou já se sentiu sobrecarregado para enfrentar seus problemas? Em um mundo tão acelerado, é preciso encontrar meios de desacelerar. Por isso, é comprovado que se conectar consigo mesmo traz, mais que respostas, a cura para tantos sofrimentos. Por mais que tenhamos a sensação de que desabafar com os amigos, em grande parte das vezes, basta, há certas angústias e sensações negativas que não podem ser resolvidas por pessoas do nosso cotidiano, tendo na figura do psicólogo a alternativa adequada para se encontrar uma solução.

Saiba, também, que você não está angustiado sozinho: de acordo com os últimos dados divulgados pela OMS – Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o país com maior taxa de transtorno de ansiedade no mundo e o quinto em casos de depressão, sendo que 9,3% dos brasileiros são afetados por algum nível de ansiedade e 5,9% estão deprimidos.

Mas, o caminho para solucionar seus conflitos, hoje, é ainda mais facilitado, já que há a possibilidade de se fazer terapia online, utilizando a internet como ferramenta para aproximar paciente e psicoterapeuta, uma atividade regulamentada pelo Conselho Federal de Psicologia. Esta solução é apresentada pelo Psicologia24hs, que possibilita, com poucos cliques, o acesso a dezenas de profissionais, de sua casa, sua viagem ou seu trabalho.

Confira o vídeo que preparamos sobre o que é e como funciona a psicoterapia, além de mais detalhes no conteúdo abaixo.

O que é a psicoterapia?

Diferentemente do que muitos pensam, a terapia não é exatamente um recurso “para tratar de loucos”. Este é um conceito equivocado que precisa ser modificado com urgência, já que todo indivíduo tem algum tipo de sofrimento em menor ou maior grau. Assim sendo, a psicoterapia é uma ferramenta para se analisar a vida do sujeito a partir de um outro ponto de vista, sendo que sua finalidade é trabalhar questões emocionais não visíveis em exames clínicos, mas que o paciente sente.

“No universo da psicoterapia, existem diversas abordagens e técnicas de escuta. Todas elas acontecem para que nós possamos falar o que sentimos, ou seja, tendo a palavra como o caminho que irá trazer as razões daquele sofrimento e também o meio pelo qual a relação da dupla se forma – psicoterapeuta e paciente. Algumas abordagens vão trabalhar mais com a questão do inconsciente, outras com base no comportamento, mas o objetivo de toda terapia é o mesmo, que é trabalhar com o sofrimento do homem e identificar a sua causa, de modo que o paciente encontre, além das questões externas que contribuem para aquela vivência repetitiva e dolorosa, qual a sua própria parcela de responsabilidade diante daquilo”, relata Gabriela Armond, Psicóloga, psicanalista e responsável técnica do Psicologia24hs.

De acordo com a psicóloga, não será sempre possível resolver as questões externas, e, diante disso, o psicólogo irá desenvolver um trabalho junto ao paciente para que ele aprenda a lidar com as questões imutáveis, olhando e reconhecendo suas questões internas, que o ajudarão a lidar com aquilo que está fora de seu controle. Assim, o que é trabalhado nas sessões de terapia é o viés da cura psíquica.

“Mas essa não é uma cura onde todas as coisas fora do terapia vão se resolver, pelo contrário, o mundo vai continuar difícil, as perdas vão seguir existindo e as frustrações também. Entretanto, o objetivo do psicólogo é internalizar no paciente como ele vai conseguir lidar com esses problemas, para que ele possa sofrer menos e, consequentemente, se conhecer mais”, completa Gabriela.

Cadastre-se no Psicologia24hs e faça sua terapia online! Veja mais sobre esse tema em nosso outro artigo, que explica como funciona a psicoterapia pela internet.

Quem deve procurar por terapia?

A terapia é indicada para toda pessoa que se encontra em sofrimento e deseja buscar dentro de si uma forma de lidar com ele. Então, pensando dessa maneira, a terapia é indicada para todos, desde crianças, adolescentes, adultos e idosos que sintam que precisam de apoio para enfrentar uma dor, seja emocional ou física.

“É importante falarmos sobre o sofrimento físico também. Há pessoas que apresentam taquicardia, sudorese, mal-estar, sentem dores e ficam extremamente nervosas diante de uma situação, mas, quando chegam ao médico, os exames não acusam nenhuma alteração. A justificativa é que isso se trata de uma questão emocional, em que a sensação de sofrimento já está somatizando alertas pelo corpo, com crises de ansiedade, de pânico, ou seja, doenças psicossomáticas.

O sofrimento não fica apenas no psiquismo ou na alma, pois há aquele que não se apresenta tão descaradamente no corpo, no soma. Quando falamos de perdas, de luto, de falta de sentido na vida, seja por uma mudança drástica, trágica ou simplesmente por falta de sentido, dificuldades de aprendizagem e concentração, frustrações ou dificuldade em se fazer escolhas, estamos falando de maneiras diferentes, do sofrimento que acomete todo ser humano.  Desde que o sujeito esteja com uma queixa em relação a algum sentimento, independentemente de sua idade, a terapia é o lugar certo para ele”, alerta Gabriela Armond.

Quais doenças a terapia pode tratar?

A psicoterapia pode lidar com tudo aquilo que tem uma questão emocional envolvida e que dependa de uma solução de conflitos. Portanto, um psicólogo pode tratar tanto de transtornos mentais quanto de doenças psicossomáticas – que causam sintomas ou doenças físicas – ou, ainda, queixas que demonstram alguma dificuldade do indivíduo para lidar com fatores internos e externos.

“Interno, eu costumo dizer para meus pacientes que é da ponta do nariz pra dentro, ou seja, nosso mundo interno se trata de como nós nos relacionamos, como nós estamos diante do outro, como lidamos com nossos conflitos, com nossas frustrações, com nossas escolhas. O mundo externo é o ambiente, tudo que acontece ao nosso redor e que nós não controlamos. As pessoas, as relações, os acontecimentos ambientais, a violência, as separações que não dependem só de nós.

Então, a terapia vai conseguir tratar, através da escuta, tudo aquilo que envolve o meu mundo interno no mundo externo. Eu não consigo mudar minha realidade externa. Eu não consigo trocar de chefe se eu não trocar de emprego, por exemplo. Eu não consigo mudar os meus pais, eu não consigo mudar o meu marido ou a minha esposa, eu não consigo mudar a condição socioeconômica do meu país. Mas eu consigo lidar com as questões internas e como eu me relaciono com tudo isso”, levanta a psicóloga.

Confira os transtornos mentais mais comuns:

  • Transtorno de ansiedade
  • Depressão
  • Síndrome do pânico
  • Transtorno bipolar
  • Transtornos de personalidade, como Boderline
  • Síndrome de Burnout
  • Transtornos alimentares
  • Estresse pós traumático
  • Transtorno obsessivo compulsivo – TOC
  • Esquizofrenia
  • Transtornos relacionados ao uso de substâncias, como drogas ilícitas, álcool, medicamentos ou cigarros, por exemplo;
  • Transtornos do neurodesenvolvimento, como deficiências intelectuais, transtornos da comunicação, autismo, déficit de atenção e hiperatividade ou alterações dos movimentos
  • Doenças psicossomáticas

Como funciona a psicoterapia?

Como mencionamos, a psicoterapia acontece sempre através da palavra e da escuta. Enquanto com crianças isso é trabalhado por meio de atividades lúdicas, pois é a maneira como elas estruturam sua linguagem, com o adulto é através da conversa, com a troca que acontece entre a dupla de paciente e psicoterapeuta durante um atendimento.

O sujeito que está buscando pela terapia deve entrar em contato com o psicólogo para agendar a sua consulta. Isso pode ser feito de forma individual, em casal, em família ou em grupo. A duração média de cada sessão é de 50 minutos e o tempo de terapia é muito variável, sendo que pode durar meses ou anos, depende de cada caso, de cada abordagem e da própria implicação do paciente.

Tudo o que é dito durante a sessão de psicoterapia é sigiloso. Portanto, caso um dos receios em se fazer terapia seja que a informação saia de lá, o paciente pode ficar muito tranquilo, pois de acordo com o código de ética de psicologia, o psicólogo deve sigilo aos seus pacientes, o que garante a confidencialidade.

“Um dúvida que sempre surge é ‘o que dizer na terapia’. Quanto a isso, não tem segredo. É importante que o sujeito possa dizer ao terapeuta o que vier à mente. Nós chamamos isso, na psicanálise, de associação livre, que é justamente não ter um foco de fala, não engessar o pensamento em uma única questão, mas falar sobre tudo aquilo que aparece. Então, você pode começar dizendo sobre a infância, sobre sua mãe e o seu pai e, de repente, você se vê falando sobre o seu cachorro de estimação que morreu há 2 anos. É justamente esse fluir da palavra e da mente que vai levando, através das resistências que se criam, para aquilo que você tem que dizer mas muitas vezes não quer e se afasta, inconscientemente.

Freud falava para os seus pacientes algo assim que ainda que aquilo que viesse à cabeça fosse bobo, inapropriado e que não tinha a ver com a sessão, que era para o paciente falar. Porque são justamente esses pensamentos fulgazes, que surgem de repente, que trazem algo de muito importante para a terapia. Portanto, quando você for a um psicoterapeuta, não se preocupe em pensar ou em procurar as palavras, deixe que elas te encontrem”, sugere Gabriela.

Existem diversas abordagens de psicoterapia, mas é importante destacar que é um trabalho que deve ser exercido por um profissional formado em psicologia. Há, ainda, a opção de realizá-la presencialmente ou de fazer a terapia pela internet, de forma remota. No Psicologia24hs, é possível encontrar psicólogos das mais diversas especialidades para a realização da terapia online, seja pelo computador, celular, ou tablet.

Como escolher um profissional?

Para nossa responsável técnica, um bom terapeuta é aquele que, além de ter um cadastro no Conselho Federal de Psicologia, não dá conselhos, ou seja, não fala o que o paciente deve fazer.

“O bom profissional é aquele que te escuta e que te deixa, muitas vezes, com o silêncio dele. Porque, na relação com o paciente, é importante que o sujeito apareça, e não a pessoa do psicoterapeuta. Ele tem que orientar para que aquele indivíduo possa chegar à sua própria resposta. Então, quando se consultar com um psicólogo, pense nisso. Ele consegue me escutar? O que ele me traz para além do que eu digo, mas que está na minha fala sem que eu perceba? Esse é um bom profissional”, completa a psicóloga.

Desse modo, se torna simples compreender se a terapia está dando certo, pois essa é uma resposta que só o paciente pode dar, diante da análise dos resultados que ele conquistou para si com o apoio do psicólogo.

“É o paciente que vai sentir-se mais livre das amarras que foi criando na sua vida. É ele que vai se sentir mais dono de si e menos dependente da opinião dos outros. É ele que vai conseguir dizer não, quando sempre dizia sim. É ele que vai poder falar mais livremente sobre seus desejos, com menos receio e medo de se sentir ‘desejante’.

Por isso, quem vai dizer se a terapia está dando certo é o próprio paciente. Não é o pai, nem a mãe, nem o irmão, nem os cônjuges, porque geralmente, o paciente que entra em terapia vai sentir-se mais livre e mais dono de si, por ter a oportunidade de se conhecer. Digo isso pois é comum o paciente que chega na terapia ser aquele que vive o desejo do outro. Ele faz tudo o que o outro quer e não faz nada do que ele quer, e quando ele passa a poder desejar, a poder dizer não pro outro e sim para si mesmo, as pessoas estranham e vão dizer que não está funcionando, porque ele já não faz mais a vontade do outro e sim a sua própria vontade”, conclui Gabriela Armond.

Conheça o Psicologia24hs

Agora, o apoio para sua saúde mental está a poucos cliques. Encontre em nossa equipe um psicólogo online para resolver seus conflitos com o conforto de receber o atendimento onde você estiver, seja em casa ou durante uma viagem. Basta um bom sinal de internet e um ambiente tranquilo para realizar o seu atendimento com a segurança de ser acolhido por psicólogos habilitados para a psicoterapia a distância. Acesse o Psicologia24hs, faça seu cadastro e busque pelo profissional que será capaz de te ajudar a solucionar o que está te incomodando nesse momento.

Deixe uma resposta